CAZAQUISTÃO BUSCA PARCERIA COM O BRASIL NA ÁREA DE URÂNIO PARA GERAÇÃO NUCLEAR

Yerzhan AshikbayevO Cazaquistão pode ser um novo parceiro do Brasil na área nuclear em breve. O país, que lidera a produção mundial de urânio, tem buscado estreitar relações com o setor brasileiro, com o intuito de fornecer o combustível para usinas brasileiras ou fechar acordos de cooperação relacionados à mineração e fabricação de urânio para reatores.

O ministro das Relações Exteriores do Cazaquistão, Yerzhan Ashikbayev (foto), esteve com representantes do setor energético brasileiro nos últimos dias e propôs uma participação do país no mercado de urânio do Brasil, o que deve ser avaliado daqui em diante.

As Indústrias Nucleares Brasilais (INB) já declararam que vêm buscando parcerias internacionais para impulsionar a mineração de urânio no Brasil e a fabricação de combustível nuclear, principalmente para atender à futura demanda de Angra 3.

Um dos países que vinha despontando nesse cenário de possíveis parcerias era a China, que ainda negocia com autoridades brasileiras as opções de cooperação, mas agora o Cazaquistão também pode ganhar algum espaço nesse traçado de novas parcerias.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz