CVM APONTA IRREGULARIDADES NA PETROBRÁS E PÕE SOB SUSPEIÇÃO 40 PESSOAS. ENTRE ELAS, EX-PRESIDENTES E A ATUAL DIRETORIA

aaqqUma diretoria sob suspeita. O que  a Comissão de Valores Mobiliários descobriu em comum em 40 personalidades da Petrobrás ? Todos estão sendo  investigados por irregularidades contábeis na Petrobras. Na lista, estão três ex-presidentes da companhia, parte da diretoria atual e ex-conselheiros ligados aos governos Lula e Dilma. Veja alguns nomes: os ex-presidentes José Sérgio Gabrielli, Graça Foster e Aldemir Bendine; O ex-presidente do BNDES e ex-membro do Conselho de Administração da companhia, Luciano Coutinho; a ex-ministra-chefe do Planejamento Mirian Belchior e ex-membro do conselho. os atuais diretores Solange Guedes (Exploração e Produção), Jorge Celestino (Refino e Gás), Hugo Repsold (Assuntos Corporativos), Ivan Monteiro (Financeiro) e Roberto Moro (Desenvolvimento da Produção e Tecnologia). Os administradores são investigados por descumprimento do chamado “dever de diligência”, que determina que zelem pela saúde financeira da companhia

Aberto no dia 14 de junho, o processo analisa os balanços divulgados pela Petrobrás entre os anos de 2010 e 2014. Em 2014, após a descoberta do esquema de corrupção na estatal pela Operação Lava Jato, a Petrobrás reduziu o valor e seus ativos em R$ 44,3 bilhões, diante da revisão de perspectivas de ganhos com alguns dos projetos investigados e da queda do preço do petróleo. A CVM aponta infrações às normas contábeis aplicáveis, em vista de irregularidades e inconsistências nos testes de impairment da área de abastecimento, notadamente para os projetos da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). As investigações apuram irregularidades nos procedimentos de baixa do valor contábil de ativos.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz