ABDAN E GRANDES EMPRESAS QUEREM FECHAR COMPROMISSO COM GOVERNO PARA CONSTRUÇÃO DE USINAS NUCLEARES

dcdO Presidente da ABDAN – Associação Brasileira de Desenvolvimento das Atividades Nucleares – Celso Cunha, acompanhados de grandes empresários do setor nuclear, foi recebido no Ministério das Minas e Energia, em Brasília, para tratar de três temas fundamentais:  a conclusão da Usina Nuclear Angra 3, a construção de uma nova usina nuclear dentro do Plano Energético até 2026 e mudar a exigência da Consulta Pública 033, passando a exigir não só a geração de energia sustentável, mas obrigatoriamente geração de energia limpa, como a sociedade moderna exige atualmente em todo mundo.

Celso Cunha, que foi recebido pelo Secretário de Energia Elétrica do Ministério, Fábio Lopes Alves (foto), estava acompanhando por empresários pesos pesados do segmento, como o Diretor da MPE Engenharia, Paulo Massa, tradicional grupo, com participação na construção das  usinas nucleares brasileiras, do Presidente da Rosatom para a América Latina,  Serguey Krivolapov, do Diretor da Areva para a América Latina, André Salgado, e do Vice-Presidente Sênior de Desenvolvimento da EDF para projetos nucleares, Vakisasaï Ramany Bala.  O grupo recebeu a simpatia do Secretário Executivo do Ministério que se comprometeu em levar adiante os pleitos do segmento nuclear no Brasil.Fábio Lopes Alves- Secretário de Energia

O reinício da construção da Usina Angra 3, praticamente será uma operação financeira, pois precisa de um investimento privado. Todos os equipamentos já estão comprados faltando a conclusão da parte civil para a entrada da montagem Eletronuclear. Os chineses já manifestaram o desejo de concluir o projeto, assim como a Rosatom e a EDF. Para a construção de uma quarta usina nuclear, fundamental para a geração de energia firme, já há dois sítios estudados e aprovados para que a nova usina seja construída. Uma em Minas Gerais e outra em Pernambuco. Para este projeto as empresas internacionais estão propondo projetar e construir a usina financiando todo empreendimento em troca da venda d energia, com a operação da Eletronuclear.

Recentemente o presidente da ABDAN participou de um encontro, em Brasília, com o Secretário de Coordenação de Sistemas, o Contra-Almirante Noriaki Wada, com   objetivo de discutir a recente retomada das atividades do Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro. Celso Cunha, explicou que a associação colocou uma série de sugestões na ocasião. “As principais propostas foram a questão da política nuclear e a redefinição da estrutura nuclear no Brasil”,  A secretaria liderada por Noriaki Wada faz parte do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que é o responsável pelo Sistema de Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro. Na reunião com a ABDAN, ficou decidido que a associação terá novos encontros com o secretário para realizar propostas sobre o desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro. Celso Cunha afirmou que as sugestões da ABDAN vão ser decididas em breve pelo colegiado da entidade.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz