IRRESPONSABILIDADE NA GESTÃO FARÁ PARTICIPANTES DO FUNDO PETROS PAGAR TAXA POR MAIS 18 ANOS

swsA soma da má gestão, com as fraudes, com a irresponsabilidade de quem administra os fundos de pensão e o abuso de políticos corruptos sem qualquer escrúpulo, é a fórmula certa, correta, para o sofrimento de quem investiu durante toda sua carreira para ter uma aposentadoria tranquila ver esse sonho ameaçado. Veja o resultado do caso da Petros: a Petrobrás e os participantes do maior plano de pensão dos empregados da estatal terão de injetar R$ 27,7 bilhões para cobrir o deficit acumulado entre 2013 e 2015. De acordo com plano de equacionamento aprovado nesta terça (12) pelo conselho deliberativo da Petros, a Petrobras entrará com R$ 12,8 bilhões, e a BR Distribuidora, com R$ 900 milhões. Já os cerca de 77 mil participantes —entre empregados da ativa e aposentados— dividirão o restante, por meio da cobrança de parcelas mensais sobre seus vencimentos pelos próximos 18 anos. Acredite. É isso mesmo. 18 anos.

 A informação foi divulgada através de uma nota da própria Petrobrás. Na nota, a Petrobrás informou que terá de desembolsar em 2017 R$ 1,4 bilhão. Já a BR pagará no primeiro ano R$ 89 milhões. De acordo com a estatal, o deficit já está contemplado em seu balanço e não afetará o resultado. Entre 2013 e 2015, teve um deficit acumulado de R$ 25,6 bilhões. Segundo a fundação, 40% das perdas foram provocadas por fatores estruturais, como ajustes feitos no perfil dos assistidos e reajustes promovidos pela estatal nos salários do pessoal da ativa.

Durante os governos petistas, de Lula e Dilma, a gestão da Petros foi acusada por participantes de ceder a pressões por investimentos com interesse político. Há onze  investigações internas sobre investimentos com suspeitas de desvio de conduta ou má-fé em sua aprovação. O equacionamento será feito no Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), o mais antigo da fundação, criado em 1970 ainda sob o modelo de benefício definido. O plano, que precisa ainda ser aprovado pela Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais), prevê a contribuição de forma progressiva de acordo com a faixa salarial.

Para os empregados da ativa, a alíquota adicional será de 3,20% na faixa até R$ 2.756,66; 6,63% na faixa até R$ 5,531,31; e 24,34% nos valores acima. Para inativos, as alíquotas são 4,53%, 9,39% e 34,44%. Assim um empregado que ganha R$ 10 mil, por exemplo, pagará R$ 1.350 (ou 13,5%) por mês. Já o aposentado com o mesmo vencimento pagará R$ 1.924 (ou 19,2%). Atualmente o  participante já paga como contribuição regular alíquota que varia de 3% a 14,5%. Entre os participantes, 13 mil estão na ativa e 64 mil já são aposentados.

Deixe seu comentário

7 Comentários em "IRRESPONSABILIDADE NA GESTÃO FARÁ PARTICIPANTES DO FUNDO PETROS PAGAR TAXA POR MAIS 18 ANOS"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Deco Bamba
Visitante

É uma absurdo mas infelizmente os petroleiro também tinha um sindicato que não valia nada e não brigava para combater os absurdos feitos durante o governo Lula.

Deco Bamba
Visitante

Continuando comentários em relação descalabros de Petros. entendo que a BR deveria arcar com total responsabilidade sobre os prejuízos. Por que? Os diretores da BR sabiam que a Petros era uma ferramenta política assim como a a Petrobras mas deixaram acontecer os descalabros. Não é justo os funcionários arcar com algo no qual não tinha domínio. Além do mais a BR é o maior patrocinador do fundo e fez vistas grossas.

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira
PETROBRAS, MANTENEDORES E BENEFICIÁRIOS DA PETROS SOB EFEITO DO TENEBROSO PLANO DE EQUACIONAMENTO: Não bastasse os 21% que serão descontados do valor da aposentadoria a partir de dezembro desse ano, por conta do plano de equacionamento, uma boa parte vai ter que pagar uma conta ainda maior. Serão descontados em exatos 100% do valor a receber por conta do artifício contábil da atual gestão da PETROS. Explico: quem não fizer o RECADASTRAMENTO, terá sua aposentadoria suspensa. O artifício é o seguinte: retiraram do ar o precário site http://www.petros.com.br e ninguém mais conseguiram efetuar o recadastramento. Eis o modus operandi da… Read more »
joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

ERRATA: A EQUAÇÃO NÃO ESTA CORRETA (BENEFICIO 10.000,00)

VEJAM:

BENEFÍCIO BRUTO: 10.000,00

FAIXA DE BENEFÍCIO : 2.756,66 = 4,53% = 124,88
FAIXA DE BENEFÍCIO : 5.531,31 = 9,39% = 519,39
FAIXA DE BENEFÍCIO : 1.712,03 (10.000-8287,97)= 34,44%= 589,62

DESCONTO TOTAL=1.233,89

ALÍQUOTA ADICIONAL = 1.233,89/10000 = 12,34%

Vicente
Visitante

Um absurdo total !!!
Se houve desvio tem de recuperar fazendo com quewuem desviou pague ou seja devolva duplicado o desvio mas não quem contribuiu!!!
Uma inversão de valores!!!!

Antônio
Visitante

Tenho amigos na Petrobrás que ainda defendem o Lula e a Dilma. Levaram uma facada pelas costas e não aprendem! Como pode isso?

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

Simples resposta: mamaram nas tetas da Mãe Petrobras e continuam exercendo cargos de elevada remuneração e bonificação na estatal, mas não passaram no teste da integridade de João Elek para verificação de pendências pretéritas para aqueles que pretendem exercer cargos de comando na Petrobras. Essa turma vão agregar mais parentes terceirizados na estatal para compensar sua cota parte no equacionamento na Petros. Não é difícil constatar essa denúncia, mas a Ouvidoria e Conformidade da Petrobras não toma nenhuma providencia em checar as denuncias que envolvem gerentes corruptos na estatal. A BANDALHEIRA NA PETROBRAS AINDA NÃO ACABOU.

wpDiscuz