MILHARES DE PESSOAS PROTESTAM NA REPÚBLICA DOMINICANA CONTRA A ODEBRECHT E PEDEM O FIM DA CORRUPÇÃO

Dominican Republic Green March

Definitivamente o nome da Odebrecht está manchado em vários países, além do Brasil. Neste domingo(16), milhares de pessoas fizeram um protesto gigantesco na República Dominicana para exigir a prisão dos envolvidos nos subornos milionários pagos pela companhia brasileira. Os manifestantes exigiram também que a empresa seja impedida de operar no país. A forte presença no ato mostrou  que a sociedade está dizendo não à impunidade e à corrupção. Com camisetas verdes em sinal de esperança, levavam cartazes com dizeres como “prisão para os corruptos” “fora juízes políticos”.

O autodenominado Movimento Marcha Verde surgiu em janeiro, convocado por grupos da sociedade civil para exigir uma investigação independente sobre os subornos milionários da Odebrecht e processos contra os envolvidos.Parte inferior do formulário A Odebrecht  confessou seus erros  que entre 2001 e 2014 pagou subornos de US$ 788 milhões em dez países da América Latina e em dois da África para garantir contratos públicos.

Na República Dominicana, a Odebrecht conseguiu 17 contratos com o governo e, para isso, pagou US$ 92 milhões em subornos. A companhia ainda trabalha na construção da usina termelétrica de Punta Catalina, que terá um custo superior a US$ 2 bilhões. O procurador-geral dominicano, Jean Alain Rodríguez, fechou um acordo com a Odebrecht, pelo qual não processará os executivos da empresa, que poderá seguir com suas operações no país, mas pagará multa de US$ 184 milhões. Além disso, a Odebrecht se comprometeu a entregar informações para processar autoridades locais que receberam subornos.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz