METALÚRGICOS DO ESTALEIRO BRASFELS SE MANIFESTAM CONTRA PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL

Mais uma greve de funcionários para a espantosa agenda de greves na indústria do petróleo ao longo do ano. Desta vez são os metalúrgicos do Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, que cruzaram os braços por conta das baixas propostas de reajuste salarial. Trata-se de cerca de nove mil trabalhadores que, inclusive, comparam sua produção com a de outros estaleiros.

A recusa foi para os 12% de reajuste salarial, R$ 250 reais de tícket-alimentação e R$ 2 mil de abono. Mas a história não é nova. O valor primeiro valor apresentado pela empresa foi de 4,88% de reajuste, que depois subiu para 5,5%, com o mesmo percentual sobre o tícket-alimentação.

Disputas internas no Sindicato dos Metalúrgicos pioram o clima de tensão no estaleiro. Segundo o presidente do sindicato, Hélio de Azevedo, independente de ter obra ou não no estaleiro, a categoria de Angra merece um abono digno, por conta de todo o histórico de entrega das obras com as certificações necessárias e prazos cumpridos à risca, enquanto outros estaleiros não conseguem.

Hoje, uma reunião no estaleiro Brasfels irá avaliar a contraproposta do sindicato. Hélio de Azevedo comanda o movimento e disse que a greve é uma resposta a radicalização da empresa. Ele espera que, hoje, a direção da empresa reveja seus conceitos sobre a negociação. De acordo com ele, apesar de haver uma aposta errônea de alguns pela divisão da categoria de metalúrgicos, a Direção Sindical está atenta e age com extrema responsabilidade em defesa do Trabalhador.

Eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Angra dos Reis até 2014, Helinho assumiu o cargo destacando a questão da unidade. Entre as metas de sua gestão está a luta em defesa da indústria naval e do emprego e a criação da Frente em Defesa do Setor Naval em Angra dos Reis, com a participação da Prefeitura de Angra e da Câmara de Vereadores. O Sindicato dos Metalúrgicos de Angra dos Reis abrange também os municípios de Paraty, Rio Claro e Mangaratiba.


p5rn7vb

Nenhum comentário ainda.

Deixe sua resposta

*